Header Ads

Universidade brasileira abre centro que questiona a evolução

Imagem ilustrativa

A Universidade Presbiteriana Mackenzie, uma das mais tradicionais de São Paulo, acaba de inaugurar um núcleo de ciência, fé e sociedade. Entre seus objetivos declarados estão a realização de pesquisas sobre a chamada teoria do Design Inteligente (DI).

O novo centro é fruto da parceria entre a universidade e o Discovery Institute, nos EUA. Batizado de Núcleo Discovery-Mackenzie, i centro pretende difundir a teoria DI, se possível, em escolas públicas, mesmo que paralelamente à teoria da evolução.

Segundo defensores dessa teoria, os seres vivos são muito complexos, e portanto, devem ter sido pelo menos em pare, projetados por algum tipo de inteligência.

Para o teólogo e pastor presbiteriano Davi Charles Gomes, chanceler do Mackenzie, a universidade é confessional, ou seja, tem uma visão no qual o mundo é visto com um significado transcendente e que não existe ciência que não reflita sobre transcendência. Isso explicaria o motivo da parceria.

Todavia, essa teoria não tem encontrado muito espaço na comunidade científica, reclama Marcos Eberlin, químico e pesquisador da Unicamp e preseidente da Sociedadee Brasileira do Design Inteligente e que coordenará o recém-inaugurado centro.

O professor faz a ressalva que, embora muitos de seus membros sejam evangélicos, o movimento não impõe uma linha religiosa ou filosófica única. “Tem gente que acha que o design vem dos ETs, outros falam de um Grande Arquiteto do Universo, como os maçons, ou um espírito evoluído, como os espíritas”, justifica. 

Adaptado de gospelprime.com.br

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.